Avenida. Rio Branco, 289 - Centro 56.800-000  -  Afogados da Ingazeira / PE

Fone: (87) 3838-1221 
Pároco: Pe. Gilvan Bezerra de Lima


 

AFOGADOS DA INGAZEIRA - Sr. Bom Jesus dos Remédios

Imagem Peregrina chega à Paróquia do Senhor Bom Jesus dos Remédios

A Imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida chegou à Paróquia do Senhor Bom Jesus dos Remédios na noite desta terça (4). Após passar cinco meses peregrinando em 23 paróquias da diocese, finalmente chegou à última paróquia que é a sede da diocese.

Missa de envio da Imagem em Carnaíba presidida pelo padre Josenildo

Missa de envio da Imagem em Carnaíba presidida pelo padre Josenildo

A Imagem que veio da Paróquia de Santo Antônio e São João Maria Vianey, em Carnaíba, foi acolhida na entrada de Afogados, no trevo da Ponte, por motociclistas e mototaxistas que seguiram em passeata até a Capela de São Sebastião onde foi recepcionada por uma multidão que aguardava a chegada da Mãe Aparecida. Após as boas vindas, seguiram em procissão com a Imagem até a Catedral onde aconteceu a Missa de Acolhida em frente à Catedral. A missa também foi em ação de graças pelos 57 anos da Rádio Pajeú que transmitiu a Celebração. A procissão foi acompanhada pela Banda Bernardo Delvanir e por um grupo de bacamarteiros.

Multidão desceu da Capela de São Sebastião com a Imagem rumo à Catedral

A Missa de Acolhida foi presidida pelo padre Josenildo Nunes e concelebrada pelo padre Juacir Delmiro. Durante a homilia, padre Juacir falou sobre o significado de Maria para os católicos. “Maria é um sinal da graça de Deus, ela é grande porque se fez pequena, é grande por que se fez serva. Eis aqui a Serva do Senhor, faça-se em mim a Tua vontade. Aquele que é discípulo de Jesus acolhe Maria em sua casa. Nós não colocamos Maria no lugar de Deus, apenas confiamos Maria como a Mãe de Jesus”, disse o padre.

Durante toda a semana a Imagem peregrinará por escolas, cadeia e algumas instituições. No dia 12, dia de Nossa Senhora Aparecida, acontecerá uma grande Concelebração Eucarística que contará com a participação de toda a diocese. Será o encerramento do Ano da Misericórdia e Entronização da Imagem Peregrina na Catedral. A Imagem, diferentemente de outras dioceses, não voltará mais para Aparecida, ficará em definitivo na Catedral de Afogados da Ingazeira.

Bacamarteiros aguardaram a chegada da Imagem e acompanharam a procissão

2º Alegrai-Vos foi realizado com sucesso em Afogados da Ingazeira

Foi com grande sucesso que aconteceu o 2º Alegrai-Vos na noite deste sábado (20) em Afogados da Ingazeira. O evento contou com o apoio da Paróquia do Senhor Bom Jesus dos Remédios a exemplo da primeira edição. As 18h houve a missa presidida pelo padre Juacir Delmiro e concelebrada pelo padre Josenildo Nunes. Em seguida, todos se concentraram ao lado da Catedral e por volta das 21h teve início o arrastão puxando pela banda Kairós e pelo trio elétrico, Xavante, que seguiu pela Praça Monsenhor Alfredo de Arruda Câmara até a Avenida Rio Branco. Animação foi até por volta da meia noite.

Setor juventude da Paróquia do Bom Jesus dos Remédios realizou Luau

 

O setor juventude da Paróquia do Senhor Bom Jesus dos Remédios através do EJC, realizaram no sábado, 30 de julho, o primeiro ‘Luau’ que teve como título “A minha essência é ser de Deus”. A realização do evento aconteceu por conta da Jornada Mundial da Juventude que ocorria na Cracóvia e foi um momento para que os jovens que não foram até a Cracóvia, estivessem em sintonia com a Jornada.

O Luau teve início primeiramente com a celebração da Santa Missa presidida pelo padre Juacir Delmiro na Catedral e, logo em seguida, teve prosseguimento em frente à Catedral. Uma grande caravana de Serra Talhada esteve participando desse momento de oração. 

Setor Juventude da Paróquia do Bom Jesus dos Remédios realizou o Arraial Julino

Aconteceu no domingo, 17 de julho, o arraial do SETOR JUVENTUDE da Paróquia do Senhor Bom Jesus dos Remédios de Afogados da Ingazeira. Todos os grupos jovens estiveram reunidos e organizaram (EJC, GPC, Kairos e todos os outros que compõe o setor) estiveram reunidos e organizaram o Arraial Julino. Outro evento organizado pelo EJC será um Luau com o tema MINHA ESSÊNCIA É SER DE DEUS, rezando em consonância com o grupo que foi para Jornada Mundial da Juventude. O Lual acontecerá no dia 30 de julho, tendo início com a celebração da missa na Catedral, as 18h, e logo após terá início o Luau em frente a Catedral.

Encontro com catequistas de Afogados, Iguaraci e Flores foi realizado na Paróquia de São Francisco

Aconteceu na manhã do sábado, 25 de junho, na Paróquia São Francisco em Afogados da Ingazeira, um encontro de formação para os catequistas de Flores, Afogados da Ingazeira e Iguaraci. Contando com a presença de sessenta e três pessoas, o encontro serviu para debater sobre o modelo de Iniciação à Vida Cristã apresentado pela Igreja e adotado pela nossa diocese que é o de INSPIRAÇÃO CATECUMENAL, isto é, o processo de transmissão da fé dos Primeiros Cristãos, cujo ponto de partida no processo é o encontro pessoal com Jesus Cristo: o de chegada, a inserção, como discípulo e missionário, no Mistério Pascal de Cristo, liturgicamente celebrado na comunidade cristã. O encontro foi assessorado pelos padres Antônio Orlando e Wellington Luiz.

Missa, Coroação e procissão encerram o mês mariano em Afogados da Ingazeira

Na noite desta terça (31) aconteceu na Catedral do Senhor Bom Jesus dos Remédios o encerramento do Mês Mariano. A missa que foi presidida pelo padre Josenildo Nunes contou com a participação de um grande número de fieis que chegou a lotar as dependências da Catedral. Após a missa, houve a Coroação de Nossa Senhora e depois a procissão retornando a Catedral para a benção final.

Durante os 30 dias, tiveram missas na Catedral e Celebração da Palavra nas capelas.

Oração e penitência diante da crise marcam missas de Corpus Christi em Afogados da Ingazeira

As celebrações de Corpus Christi, nesta quinta-feira (26), foram marcadas por um dia especial de oração e penitência pelo Brasil. No entendimento do Regional Nordeste 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a situação atual de crises econômica e política e problemas sociais prejudicam a vida de todos, especialmente dos mais pobres. A orientação da entidade foi feita aos religiosos por meio de um documento formalizado no Recife.

Na Catedral do Senhor Bom Jesus dos Remédios aconteceram duas missas, uma pela parte da manhã (08h) que foi celebrada pelo padre Josenildo Nunes e a outra a noite (18h) que foi presidida pelo bispo dom Egidio Bisol. Após a missa, houve a Procissão do Santíssimo Sacramento pelo centro da cidade. Todo o trajeto estava ornamentado pelos tradicionais tapetes da celebração, confeccionados com a colaboração dos jovens da comunidade.

Dom Egidio disse que o Dia de Corpus Christi é um dia muito bonito em que nós somos convidados a contemplar a presença de Deus no nosso meio através do Pão Eucarístico. “Ao perceber então aquela promessa de Jesus eu estarei com vocês até o fim dos tempos, não foi uma promessa vazia, é algo que Ele está realizando, aqui, hoje, para nós e em todos os recantos do mundo para as pessoas que sabem reconhecer essa presença e aproveitar dela”, disse o bispo. Também, dom Egidio falou sobre a situação atual por qual passa nosso País, fazendo referência ao pedido do Regional Nordeste 2 que esse dia (Corpus Christi) fosse de oração e penitência.

Para a Igreja católica, é um dia para pedir mais diálogo, de pedir humildade aos políticos para que haja um entendimento para beneficiar o povo brasileiro.

A festa
A festa de Corpus Christi surgiu por recomendação do Papa Urbano IV, que publicou a bula Transiturus de hoc mundo, determinando a solene celebração em toda a Igreja, no ano 1264. Corpus Christi significa Corpo de Cristo.

É uma festa da Igreja Católica que tem por objetivo celebrar o mistério da eucaristia, o sacramento do corpo e do sangue de Jesus Cristo. A festa de Corpus Christi acontece sempre 60 dias depois do domingo de Páscoa ou na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, em alusão à quinta-feira Santa quando Jesus instituiu o sacramento da eucaristia.

Precisamos seguir a luz que é Jesus, disse dom Egidio na Missa da Vigília Pascal

Neste sábado, 26 de março, aconteceu na Catedral do Senhor Bom Jesus dos Remédios a tradicional Vigília Pascal com a Bênção do Fogo. É a chamada “a mãe de todas as Santas Vigílias”, porque a Igreja mantém-se de vigília à espera da Vitória do Senhor sobre a morte. A Celebração teve início às 19h e foi presidida pelo bispo da diocese de Af. da Ingazeira, dom Egídio Bisol. No início da Celebração é aceso o Círio Pascal que significa o Cristo "Alfa e Ômega", "Princípio e Fim".

Em sua homilia durante a Vigília Pascal, o bispo dom Egídio Bisol, disse que há muitas luzes a espera de nós, mas que somente uma luz que é Jesus, é que temos que seguir. “Precisamos ter cuidado na escolha dessa luz, há muitas luzes que nos rodeiam, tentando nos conduzir para caminhos que não são os de Jesus”, disse dom Egidio.

Cinco elementos compõem a liturgia da Vigília Pascal: a Bênção do Fogo novo e do Círio Pascal; a Proclamação da Páscoa, que é um canto de júbilo anunciando a Ressurreição do Senhor; a Liturgia da Palavra, que é uma série de leituras sobre a história da Salvação; a Renovação das Promessas do Batismo e, por fim, a Liturgia Eucarística.

DOMINGO DE PÁSCOA

Na manhã deste domingo durante a Celebração da Páscoa na Catedral, o padre Josenildo Nunes disse que hoje é dia de alegria porque é domingo de Páscoa, pois celebramos a vitória de Jesus e também a nossa vitória nele. “Nesse acontecimento está fundada a nossa Fé e a nossa vida. Poderíamos até dizer: o que seria de nós se Cristo não tivesse vencido a morte e não fosse o Senhor Ressuscitado”, disse.

O padre também fez críticas sobre a situação da qual se encontra o Brasil em consequência dos políticos que ultimamente vem envergonhando a nação. “O Senhor ouve a nossa súplica, o nosso lamento e nos mostra sempre uma luz, nos faz levantar, nos faz pôr novamente em pé. É isso meus irmãos, é isso acreditar na Ressurreição, é isso confiar no Senhor Ressuscitado, é não perder a esperança. É confiar sempre não nos que estão lá em cima, mas no Senhor que está no meio de nós”, concluiu.    

Fieis católicos seguem Procissão do Senhor Morto pelas ruas de Afogados da Ingazeira

A Sexta-feira da Paixão (26) foi marcada pela Procissão do Senhor Morto. O ato teve como ponto de partida a Catedral do Senhor Bom Jesus dos Remédios, seguiu pela Avenida Rio Branco e retornando até a Catedral.

Dezenas de fiéis seguiram o andor de Jesus morto, num cortejo silencioso pelas ruas do centro de Afogados, apenas ouvindo o som da matraca.

O ato litúrgico recordou a Paixão e Morte de Jesus Cristo, em três partes: a primeira foi a leitura da Sagrada Escritura e a oração universal; a segunda foi a adoração da Santa Cruz e a terceira, a Comunhão Eucarística, que juntas formam o memorial da Paixão e Morte  do Senhor.

A adoração da Santa Cruz teve início com o beijo do bispo, dom Egidio Bisol. Religiosos e fiéis também reverenciaram a cruz e comungaram.

Rito do lava-pés não é teatro, disse dom Egidio durante a Missa da Ceia da Senhor

Teve início nesta quinta-feira com a Missa Vespertina da Ceia do Senhor com o Lava-Pés, o Tríduo Pascal na Paróquia do Senhor Bom Jesus dos Remédios (Catedral). Durante a homilia, dom Egidio disse que o ritual da Ceia do Senhor com o lava-pés não é um teatro, é sim um fato, e que isso significa servir. “João dizia a Ceia, o que é, o que ela deve expressar, qual é o sentido dela sem o qual ela se torna teatro é colocar-se a serviço dos outros. Não é fácil nem aceitar que os outros nos sirvam, porque significa reconhecer a nossa fragilidade”, disse dom Egidio.

O bispo disse que a Missa da Ceia do Senhor serve também para que possamos entender que as nossas celebrações podem ser que, se a gente não tiver cuidado tornam-se vazias, estéreis, teatro. “Se a gente fica satisfeito de celebrar o rito mas não se sente comprometido em pôr em prática o sentido do rito, vira teatro”, concluiu.

Doze jovens foram convidados e tiveram os pés lavados. Eles foram crismados em 2015 e continuaram a missão de ungidos e que hoje fazem parte do GPC da comunidade.

Benção e Missa dos Ramos abrem a Semana Santa na Paróquia do Senhor Bom Jesus dos Remédios

Teve início neste domingo (20 de março) com a Benção e Missa dos Ramos, a Semana Santa. Na Paróquia do Senhor Bom Jesus dos Remédios (Catedral) a Benção dos Ramos ocorreu nas capelas dos bairros e logo em seguida todos saíram em procissão com destino a Catedral onde aconteceu a Missa dos Ramos presidida pelo bispo dom Egidio Bisol e concelebrada pelos padres Josenildo Nunes, José Valmer e Juacir Delmiro.

Dom Egidio disse que naquele momento não cabiam palavras após ouvirem a Narrativa da Paixão, e sim contemplação, meditação, interiorização e disse que tudo aquilo não representava um teatro e nem novela. “Vamos deixar penetrar essa narração dentro de nosso coração. Não é uma novela, é um fato. Não é um teatro como às vezes a gente vê na televisão, em Fazenda Nova. É um acontecimento fundamental da nossa vida cristã”, afirmou o bispo.

O bispo ainda lembrou que se inicia uma semana muito importante para a nossa vivência da Fé, pois ser cristão disse o bispo, é ser parecido com Ele e que a nossa primeira missão como cristão é sermos seguidores Dele. “Então pensamos desde já que nesses dias meditando a Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor, deixemos acontecer também na nossa vida pela força do Espírito. A morte é tudo aquilo que deve ser jogado fora num novo nascimento para tudo aquilo de bom que Deus realizou em nós e que quer continuar a realizar”, concluiu dom Egidio.

ORAÇÃO À NOSSO SENHOR BOM JESUS DOS REMÉDIOS

Senhor Bom Jesus dos Remédios, morrestes na cruz,

para perdoar nossos pecados, para curar nossos males.

Ressuscitastes, para nos dar vida nova da graça,

para conduzir à glória celestial. Ajudai-nos a fazer o bem

sem olhar a quem, a perdoar aos que nos ofendem, a amar

até os inimigos. Dá-nos servir a todos, como irmão, a fim

de que, na verdade, vivamos, desde agora, o vosso reino,

a vossa paz. Assim seja.

Igreja Senhor Bom Jesus dos Remédios

Pe. GILVAN BEZERRA DE LIMA

Nasc.: 23/07/1971

Ordenação12/12/1997

Função: Pároco

Endereço: Av. Rio Branco, 289- Centro.

Cep: 56.800-000 Afogados da Ingazeira/PE

Fone: (87) 3838-1221 

E-mail:

gilvanbezerra@libero.it