Encerrada Festa em honra à Padroeira Diocesana Santa Maria Madalena

As festividades em honra a padroeira da diocese de Afogados da Ingazeira, Santa Maria Madalena, terminaram neste domingo, 22 de julho, com concelebração eucarística na Catedral presidida pelo bispo diocesano, dom Egidio Bisol, e que contou com a participação dos padres Gilvam Bezerra (pároco), Juacir Delmiro (reitor do Seminário de Filosofia) e Wellington Luiz (vigário paroquial de Flores).

Dom Egidio falou da importância daquele momento em ter Maria Madalena com padroeira da diocese. “É bom estarmos juntos nesse momento louvando e agradecendo a Deus pelo presente grande que Ele fez à sua Igreja, a pessoa, o exemplo e o testemunho de Maria Madalena. É uma honra pra nós tê-la como Padroeira Diocesana, aliás, é a única diocese no Brasil que pode ter esse prazer e essa honra de ter Maria Madalena como padroeira”, disse o bipo.

O bispo também explicou que está sendo cada vez mais valorizado o testemunho de Maria Madalena, em que, nesses últimos tempos, o papa Francisco elevou aquela que era apenas uma memória dentro da Liturgia e fez uma festa para toda à Igreja. “Isso significa que o testemunho é importante para todos, um motivo a mais para tentarmos entender o recado que Ela nos trás”, concluiu.